O Preconceito Abundante Que A Gente Nem Vê

26 Apr 2019 19:37
Tags

Back to list of posts

<h1>O Preconceito Abundante Que A Gente Nem sequer V&ecirc;</h1>

<p>Existem dois jeitos b&aacute;sicos de n&atilde;o enxergar algo: no momento em que ela &eacute; rara e no momento em que &eacute; abundante. A cota rara &eacute; descomplicado de entender. Instagram: Como P&aacute;ginas S&atilde;o capazes de Acrescentar Seguidores n&atilde;o v&ecirc; &aacute;guias no c&eacute;u das cidades, pelo motivo de elas improvavelmente voam em centros urbanos. Contrariando a intui&ccedil;&atilde;o, tamb&eacute;m n&atilde;o vemos os pardais, j&aacute; que s&atilde;o t&atilde;o incalcul&aacute;veis que nem ao menos reparamos nele.</p>

<p>Por estarem por todo ambiente tornam-se invis&iacute;veis. Ocorre com coisas instrumentos e imateriais, com pessoas, atitudes, comportamentos. Ocorre com o nosso racismo. O racismo Quanto Cobrar Pelo Servi&ccedil;o Em Redes sociais , lamentavelmente, est&aacute; em todo local. V&aacute;rias vezes a gente n&atilde;o v&ecirc;, j&aacute; que &eacute; na car&ecirc;ncia que o racismo se faz presente. Voc&ecirc; n&atilde;o v&ecirc; um CEO negro pela reuni&atilde;o da organiza&ccedil;&atilde;o, n&atilde;o encontra uma ginecologista negra no momento em que marca uma consulta pelo conv&ecirc;nio, n&atilde;o v&ecirc; alunos negros pela sala de aula de um curso de engenharia na faculdade.</p>

<ol>
<li>App Lock</li>
<li>Acrescento de mais um menos 80% no engajamento do teu perfil</li>
<li>Desenvolver reconhecimento de marca</li>
<li>Em que ocorr&ecirc;ncias ele ser&aacute; importante</li>
<li>7 Formas Descomplicado para Anunciar um Evento nas M&iacute;dias sociais</li>
<li>Aprovar verba mensalmente com o comprador</li>
<li>2 de dezembro de 2015 - 12:Onze</li>
</ol>

<p>Isso &eacute; fruto de todo um sistema social que privilegia brancos desde a toda a hora, que permite ao branco a ascen&ccedil;&atilde;o social que nega aos negros. E, inclusive at&eacute; quando um negro consegue entender e ascender socialmente, v&aacute;rias vezes &eacute; preterido por um candidato branco no meio do caminho. Isto no papel, ‘oficialmente’ em raz&atilde;o de, pela pr&aacute;tica, o sistema ainda &eacute; vigente, est&aacute; impregnado pela cultura, na l&iacute;ngua e em vista disso deve ser apontado, destacado, pra ser mudado. Como dizia meu professor de Termodin&acirc;mica no curso de F&iacute;sica da USP, Henrique Fleming, ‘o &oacute;bvio s&oacute; &eacute; &oacute;bvio no momento em que &eacute; ressaltado’. &Eacute; &oacute;bvio que existe muito racismo no Brasil e &eacute; s&oacute; ressaltando e apontando a gravidade nesse defeito que poderemos, coletivamente, extermin&aacute;-lo.</p>

<p>“Ah, todavia mesmo que o racismo ainda exista, eu n&atilde;o sou racista, tenho at&eacute; amigos que…! ” - dir&atilde;o alguns, dir&atilde;o muitos, diremos todos. E no ‘at&eacute;’ a gente agora v&ecirc; o preconceito. A pessoa nem sequer percebe, por&eacute;m ao relatar ‘eu aceito um m&eacute;dico negro sem problema, inclusive uma vez eu fui no oftalmo que era negro’.</p>

<p>Ou seja, &eacute; a exce&ccedil;&atilde;o que confirma o regulamento de que o ESPERADO &eacute; que o m&eacute;dico seja branco. Pelo motivo de est&aacute; naturalizado em nossa cultura que deste jeito &eacute;, que em vista disso tem que ser. Anitta Diz Que Tem Seus Momentos De Diva, No entanto N&atilde;o Quer Ser Vis&atilde;o Como Intoc&aacute;vel … como achar que &eacute; NATURAL esperar que todos m&eacute;dico seja branco num estado de maioria negra como o Brasil?</p>

<p>N&atilde;o seria l&oacute;gico, ‘natural’, esperar que, sen&atilde;o a maioria, no m&iacute;nimo METADE dos m&eacute;dicos, engenheiros, professores, gerentes de banco, presidentes de empresa, fossem negros? Seria, se o universo fosse direito, se a popula&ccedil;&atilde;o fosse equ&acirc;nime, se as oportunidades fossem semelhantes, COMO DEVERIA SER. Como queremos fazer com que possa ser. E j&aacute; que estamos mudando (com o objetivo de melhor), como comunidade, &eacute; necess&aacute;rio argumentar o racismo nas m&iacute;dias sociais, nos postagens, nos v&iacute;deos, em toda realiza&ccedil;&atilde;o de tema que caracteriza nossa popula&ccedil;&atilde;o conectada que tem de tantos meios eletr&ocirc;nicos de express&atilde;o. Esses meios s&atilde;o de alta velocidade, alcance planet&aacute;rio e influenciam milh&otilde;es de jovens e adultos. Sim, estou explicando do caso do J&uacute;lio Cocielo.</p>

<p>Eu n&atilde;o o conhe&ccedil;o pessoalmente. Imagino que ele tem milh&otilde;es de seguidores, &eacute; de Osasco, participava do P&acirc;nico fazendo aquele ‘humor de zu&ecirc;ra e molecagem’ e que casou h&aacute; pouco tempo. Se ele &eacute; bonzinho, humilde, agrad&aacute;vel car&aacute;ter, se todos gostam dele, n&atilde;o entendo narrar. O que eu imagino &eacute; que vi preconceito, sim, em um tweet recente que ele publicou e em v&aacute;rios artigos do passado que ainda estavam no ar e ele indisponibilizou.</p>

<p>A associa&ccedil;&atilde;o de ideias contida naquele tweet era n&iacute;tida. Ele ligou o jogador franc&ecirc;s Mbapp&eacute; &agrave; ‘arrast&atilde;o’. Um advogado de defesa pode tentar contar (como Julio tentou, ali&aacute;s) usar a velocidade como desculpa. ‘Mbappe corre t&atilde;o depressa, &eacute; t&atilde;o rapido, que poderia fazer um arrast&atilde;o pela praia’. Ser&aacute; que a PRIMEIRA associa&ccedil;&atilde;o de ideias de VELOCIDADE &eacute;… arrast&atilde;o? Membros de arrast&atilde;o s&atilde;o os mais velozes do universo? Qual Linguagem Utilizar Nas M&iacute;dias sociais /p&gt;
</p>
<p>Claro que n&atilde;o. Dessa forma n&atilde;o foi ‘apenas’ a velocidade. E quando voc&ecirc; diz ‘arrast&atilde;o’ voc&ecirc; pensa em qu&ecirc;? Numa forma de roubo em bando. E como &eacute; o bando? Mulheres norueguesas de biquini? Monges budistas de roupa vermelha? N&atilde;o. Voc&ecirc; fala ‘arrast&atilde;o’ e pensa em um bando de moleques pobres que descem da favela pra furtar velozmente os pertences de brancos que est&atilde;o pela praia.</p>

b2b%20social%20media.jpg

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License